Últimas Notícias

sábado, 23 de abril de 2022

Municipios de Teofilândia, Candeal e Biritinga festejam 60 anos de emancipacão política neste sábado (23/4).


Na Bahia três municípios comemoram aniversário de emancipação política


           Três municípios baianos comemoram aniversário de emancipação política neste sábado, 23 de abril.


Teofilândia 


       Seus primeiros habitantes foram os indígenas biritingas. Em 1830, atraídos pelo solo fértil e pela facilidade de obtenção de água, João Manoel da Silva aí se estabeleceu, fundando a fazenda Pedras. Com a chegada de outros moradores, foram erguidas uma capela e várias casas comerciais formando o povoado denominado Pedras, nome mais tarde substituído por Itapiru quando da elevação a distrito.

     Municipio criado  com o território do distrito de Itapiru e com parte do território do distrito de Biritinga, desmembrados de Serrinha, por força de Lei Estadual de 23 de abril de 1962.

     A sede transformada em distrito  com a denominação de Itapiru, em 1953, foi elevada  à condição de cidade, quando da criação do município.

Teofilândia 

CEP: 48770-000

Voltagem:  220

Distância da capital: 194 Km

Rodovia de acesso: BR-116

População:22.518

Superfície:317,952 Km2.

Temperatura média: 23,4°C ( Graus Centígrados).

Gentilico: Teofilândense 

Padroeiro: Santo Antônio de Pádua 

Municipios limitrofes: Ao Norte com Araci, Sul Serrinha, Oeste Barrocas e Leste Biritinga.

          Ex-prefeitos:

1° Waldemar Ferreira de Araújo - 1963 a 1966

2° Antônio Serapião de Araújo Filho - 1967 a 1970

3° João Pimentel de Oliveira - 1971 a 1972

4° Waldemat Fetreira de Araújo  - 1973 a 1976

5° João Pimentel de Oliveira - 1977 a 1982

6° Valdemar Ferreira de Araújo  - 1983 a 1988

7° Antônio José dos Santos  - 1989 a 1992

8° Adolfo Cordeiro de Almeida - 1993 a 1996

9° Carlos Afonso de Oliveira - 1997 a 2000

10° Carlos Afonso de Oliveira -  Vice-Antônio Jackson de Araújo Moura 2001 a 2004

11° Antonio Jackson de Araújo Moura - Vice - João Charles de Araújo  - 2005 a 2008

12° Tercio Nunes Oliveira  - Vice - Adolfo Cordeiro de Almeida 2009 a 2012

13° Adriano Araújo - Vice - Ivana Meury de Araújo Moura 2013 a 2016

14° Tercio Nunes Oliveira - Vice - Reinaldo Pinheiro Queiroz -  2017 a 2020

15° Higo Moura Medeiros -  Vice -  Ivana Meury de Araújo Moura 2021 a 2024.

          Na área de seguranca  o  município de Teofilândia é servido pelo 16° Batalhão da Polícia Militar.

          O nome da cidade é uma homenagem a um filho da terra o contador do Estado Joaquim Teófilo de Oliveira.

           Na economia, a remuneração média do trabalhador teofilandense é de dois salários mínimos. A arborização atinge 72% das vias públicas e a urbanização é de 2,3%.

          A taxa de escolarização de Teofilândia, considerada a faixa de 6 a 14 anos é de 96,8%. A cidade possui 22 escolas vinculadas ao ensino fundamental e duas voltadas para o ensino médio.

A Câmara de Vereadores de Teofilândia é composta pelos seguintes edis.

1°  Fábio Almeida Oliveira (Fábio de Zé de Dinda).

2°  João Carlos Oliveira dos Anjos ( Carlinhos de Dãozinho ).

3°  José Diego de Oliveira Santos (Diego do Gás). 

4°  Reinaldo Pinheiro Queiroz (Reinaldo de Romão).

5° José Abel Gonçalves Queiroz (Abel do Alecrim).

6° Antonio Serapião Cordeiro de Araújo (Araújo).

7°  Robson dos Santos Pereira (Robson do PT).

8°  Erivan Pinheiro de Oliveira (Branca do Gato).

9° José Osmario de Jesus Santos (Zé Fininho).

10° Gilmara da Silva Cruz Macêdo (Gilmara de Zé de Estevão). 

11°  Nuria Evangelista Moura Dias (Professora Nuria).


CANDEAL


                        UM PEQUENO POVOADO ERGUIDO EM UMA FAZENDA DENOMINADA CAPOEIRA, ONDE HAVIA MUITOS PÉS DE CANDEIA DEU  ORIGEM AO MUNICIPIO.

                         MUNICÍPIO CRIADO COM TERRITÓRIO DESMEMBRADO DE RIACHÃO DO JACUÍPE, POR LEI ESTADUAL DE 23 DE ABRIL DE 1962, COM A DENOMINAÇÃO DE CANDEAL.

                         A SEDE FOI ELEVADA À  CATEGORIA DE CIDADE, QUANDO DA CRIAÇÃO DO MUNICIPIO.

 CANDEAL: 

CEP - 48710-000

DDD - 75

VOLTAGEM - 220

DISTÂNCIA DA CAPITAL - 168 KM

RODOVIA DE ACESSO - BA-411

POPULAÇÃO - 8.158 habitantes.

SUPERFÍCIE  - 445 Km2

CLIMA - TROPICAL UMIDO E SEMI-ÁRIDO 

IDH - BAIXO

MUNICÍPIOS LIMÍTROFES -  NORTE : ICHÚ E SERRINHA; AO SUL : FEIRA DE SANTANA E SERRA PRETA; AO LESTE : LAMARÃO E TANQUINHO E AO OESTE : RIACHÃO DO JACUÍPE.

GENTÍLICO - CANDEALENSE 

PADROEIRO - SENHOR DO BONFIM

ALTITUDE - 240 METROS.

COMPÕE A BACIA HIDROGRAFICA DO PARAGUAÇU E DO JACUÍPE TENDO COMO SEUS RIOS PRINCIPAIS OS TEMPORÁRIOS  RIACHO PRETO, RIO DO PEIXE, RIO TOCÓ, RIO VERMELHO E LEÃO. SUA HIDROGEOLOGIA POSSUI AQUIFERO DE IMPORTÂNCIA MUITO PEQUENA, COM PROFUNDIDADE DO NIVEL ESTÁTICO DE O A 30 METROS. NAS ATIVIDADES ECONÔMICAS, DESTAQUE PARA CRIAÇÃO DE GADO LEITEIRO E DE CORTE.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CANDEAL

RUA ANDRÉ NEGREIROS, 103 - CENTRO - CANDEAL BAHIA.

FUNCIONANDO: DAS 08H00 ÀS 12H00 E DAS 14H00 ÀS 18H00.

FONE: 75 - 3235 2101

Prefeito: Everton Pereira Cerqueira 

Vice-prefeito: Agnaldo Tavares Carneiro Neto

Vereadores (2021/2024)

1° Romário da Silva (Romário do Chapéu de Couro)

2° Jeferson Emílio Carneiro Lima (Jeferson Emilio)

3° Tadeu Antônio de Amorim (Tadeu de Maneca)

4° Joseval Roberio Vieira dos Santos (Roberinho de Belo Alto).

5°José Risonaldo Ribeiro da Silva (Léo de Deja).

6°Elenildo Brito dos Anjos (Nildo Brito)

7°Milton Cedraz Carneiro Júnior (Júnior Brito).

8° José Ricardo Calazans da Silva (Irmão Borges)

9° Luis Cláudio de Freitas dos Santos ((Kado da Saúde).


Biritinga

   


         Seu território foi primitivamente habitado por indígenas biritingas. Nos anos 60 do seculo XIX, operários encarregados da abertura da estrada que ligaria as sedes municípais de Alagoinhas a Monte Santo, se estabeleceram em local provido de água e de uma frondosa mangueira que servia de pouso a tropeiros e viajantes. Dessa árvore originou-se a denominação Manga.

        Município criado com parte do distrito de Biritinga e território desmembrado de Serrinha, por força de Lei Estadual de 23 de abril de 1962.

        A sede, criada distrito no município de Inhambupe por Lei Provincial, de 1873, foi transferida para domínio de Serrinha, em 1890. Tornou-se cidade quando da criação do município.  

CEP: 48780-000

DDD: 075

Voltagem: 220

Distância da Capital: 194 Km

Rodovias de acesso: BA 233 e BA-084

População:15.989

Superfície: 550,079 Km2

Temperatura 23,8 °C

Gentilico: Biritinguense

Padroeiro do município: São Sebastião 

Clima: Semiarido 

Altitude: 249 metros acima do nível do mar


        Biritinga

Localiza-se na região Nordeste do Estado da Bahia. Seu território abrange uma área de planície.  Suas terras confrontam com as terras dos municípios  vizinhos de Araci e Tucano ao Norte; Água Fria ao Sul; Satiro Dias a Leste e Teofilândia é Serrinha a Oeste. Como acidente geográfico a se destacar estão o monte do Pé de Oiteiro e a Pedra Mocó.

         Hidrograficamente o território é formado pelos Rio Inhambupe e Várzea. O clima é semi-arido e o solo é muito fértil.  A vegetação predominante é a caatinga. Minérios encontrados: Petróleo  urânio e gás

         A fauna é constituída de animais de pequeno porte  a destacar Tatu, teiu, veados e etc.

         A pesca sazonal  de acôrdo com o período das chuvas, havendo Traíra,Tilapia, e outras espécies.

         Hidrograficamente, o município de Biritinga possui dois rios intermitentes, sendo o Rio Inhambupe que atravessa o território do município e desagua no oceano Atlântico na praia de Baixios -  município de Esplanada e o Rio Paracatu, afluente do Inhambupe que limita os municípios de Biritinga e Água Fria. O município possui abundante lençol freático, sendo motivo de orgulho para todos biritinguenses pois abastece as cidades de Serrinha, Conceição do Coité, Retirolândia, Teofilândia, além da Mineração  Fazenda Brasileiro, situada no município de Barrocas. Março da fundação da cidade de Biritinga, a fonte do Champrão ainda brota água bem no centro da cidade.

            A base econômica  do município está na agricultura familiar de subsistência como propriedades agrícolas dedicam-se ao plantio de feijão, milho, mandioca e  amendoim, além de outros benefícios sócio assistenciais, mantidos pelo Governo Federal como aposentadorias, programas de transferência de renda como por exemplo, o Programa Auxílio Brasil e o funcionalismo público municipal. 

           O setor pecuário dedica-se a criação de bovinos, caprinos suinos e ovinos. A fruticultura é muito desenvolvida com a produção de acerola, cajú ,goiaba, graviola, manga, laranja etc.

           O calendário festivo do Município é bastante diversificado, tendo ênfase  na festa de São Sebastião em 20 de janeiro, com leilões, procissões, além do evento festivo (Biritinga Fest) com bandas locais e nacionais, que ocorre em conjunto  com a festa do Padroeiro  (São Sebastião), além do famoso acompanhamento para a Fazenda Tapera (Fazenda que reside  a capela do Santo), onde ocorre o encerramento das festividades da cidade, ocorrendo sempre na segunda-feira pós o Biritinga Folia, caracterizado pelo encontro de pessoas em torno da capela.  Há também a festa de emancipacão política em 23 de abril, às festas juninas, cavalgadas, Independência do Brasil, festa da padroeira Nossa Senhora de Belém  em 10 de setembro, rezas do mês de setembro, além de tantas outras demonstrações e representações populares 

.

Páginas