Últimas Notícias

quarta-feira, 16 de março de 2022

F anuncia abertura de inscrições para o Intermunicipal 2022

Após dois anos fora do calendário devido à pandemia de Covid-19, a maior competição de futebol amador do Brasil está de volta. O Intermunicipal está confirmado e voltará a ser disputado em 2022.

As inscrições para o campeonato foram abertas nesta segunda-feira (14). As ligas desportivas terão até 13 de maio para inscrever suas seleções. Desde 2014, a competição é totalmente isenta de taxas para as participantes.

Uma novidade, porém, marcará o retorno. Pela primeira vez na história, as ligas poderão definir o futuro do Intermunicipal e seu regulamento. A Reunião do Conselho Técnico, já realizada em campeonatos profissionais e de base, acontecerá pela primeira vez no certame amador. O encontro, onde também são decididos detalhes importantes da disputa, como sua fórmula, será promovido pela Federação Bahiana de Futebol antes do tradicional Congresso do Intermunicipal.

A volta do Intermunicipal foi bastante celebrada pelas ligas filiadas, devido à sua grandeza e importância para as cidades do Interior do estado. Além de ser uma espécie de “porta de entrada” na carreira de diversos atletas que sonham em se profissionalizar, o Intermunicipal gera empregos e é fonte de renda para diversas famílias baianas durante seu período de disputa.

Dentro de campo, o campeonato revelou nomes como Raimundo Nonato, o Bobô, que iniciou a carreira na Seleção de Senhor do Bonfim entre 1983 e 1984; Aldair, zagueiro tetracampeão do mundo pelo Brasil, que começou na Seleção de Ilhéus; Edílson Cpetinha, penta campeão mundial com Seleção Brasileira e revelado pelo selecionado de Castro Alves, em 1988 e 1999; Júnior Nagata, também penta pelo Brasil e que começou na Seleção de Santo Antônio de Jesus, em 1993; Júnior Baiano, ex-zagueiro da Seleção e grandes clubes como Flamengo e São Paulo, revelado em 1987 pela Seleção de Poções, e Liédson, campeão da Libertadores da América 2012 pelo Corinthians e ex-atacante da Seleção de Portugal, na Seleção de Valença.

Itamaraju e Itapetinga decidiram a última edição realizada do Intermunicipal, em 2019 | Foto: Geovan Santos / Ligeirinho no Esporte

Já fora das quatro linhas, mobiliza milhares de pessoas, sejam como trabalhadores diretos e indiretos, ou como torcedores, que costumam lotar os estádios nos jogos.

Em 2020, ano do início da pandemia, a FBF e as ligas decidiram, em conjunto, pela não realização da competição. Já em 2021, ela não aconteceu devido aos protocolos de saúde do Estado. À época, com a retomada do futebol no país, foram exigidos testes semanais de Covid-19 para atletas e demais profissionais envolvidos em jogos, além da proibição da presença de público, o que tornou inviável o retorno naquele momento.

Hoje, com o Brasil em outra realidade, a grande maioria da população vacinada e sob novos protocolos, é possível realizar a competição com a exigência apenas do ciclo vacinal completo.

“Assim como as ligas e os torcedores, a Federação também está ansiosa pelo retorno do Intermunicipal. É uma verdadeira festa, que mobiliza milhares de pessoas. Não é só um campeonato de futebol, é um evento que gera empregos, traz esperança de dias melhores para muitos jovens e suas famílias. Após duas temporadas sem uma edição, os baianos podem ter certeza de que faremos um grande Intermunicipal, um campeonato que ficará marcado na história”, destacou o presidente da FBF, Ricardo Lima.

*As informações são da Ascom FBF

Páginas