Últimas Notícias

quinta-feira, 21 de outubro de 2021

Amélia Rodrigues




Ontem, o município comemorou 60 anos de sua emancipação política e administrativa.


              Em território pertencente à sesmaria dos irmãos Luís Vaz e Manoel Pereira Paiva, doada em 1609, pelo governo geral, transferida, em 1622, sob testamento para a Ordem dos Beneditinos, construiu-se o engenho de São Bento do Inhatá, primeiro espaço povoado na região. Em 1702, edificou-se uma capela em louvor a Nossa Senhora da Lapa, em cujo entorno formou-se a povoação de Lapa.

           Município criado com os territórios  dos distritos de Traripe, Inhatá e Mata da Aliança, desmembrados de Santo Amaro, por força de Lei Estadual de 20 de outubro de 1961, com sede na Vila de Traripe com a denominação de Amélia Rodrigues.

          A sede, formada distrito com o nome de Lapa, wm 1936. Topônimo  alterado para Traripe, em 1943, foi elevada à condição de cidade quando da criação do município, que também alterava a sua denominação para Amélia Rodrigues. 

CEP:  44230-000

DDD: 75

VOLTAGEM: 110

DISTÂNCIA DA CAPITAL: 80Km

RODOVIA DE ACESSO : BR- 324

POPULAÇÃO: 24.997 habitantes.

SUPERFÍCIE: 173,484 Km2

CLIMA: Tropical litorâneo 

MUNICÍPIOS LIMÍTROFES: São Sebastião do Passé, Conceição do Jacuipe, Terra Nova e Santo Amaro.

Padroeira: Nossa Senhora da Conceição da Praia 

ALTITUDE: 208 metros 

DISTRITOS: Amélia Rodrigues, Inhatá e Mata da Aliança.

GENTILICO: Amélia Rodriguense 

                    A base econômica do município é agrícola, mais especificamente açucareira, sua população é majoritariamente urbana. Uma pesquisa revelou que o ano de 2015 representou para a comunidade de Amélia Rodrigues, o final do predomínio canavieiro, com a paralisação das atividades da empresa sucroalcooleira Aliança, do grupo  União Açucareira Limitada.

Calendário de Eventos:

Festa da Independência em 7 de setembro e  Festa da Emancipacão em 20 de outubro.

                    Visite a sede e a zona rural de Amélia Rodrigues.

Páginas