Últimas Notícias

sábado, 21 de agosto de 2021

Acolhimento, afeto e serviços prestados pela Prefeitura de Alagoinhas no encerramento da programação pelo Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua

 O encerramento da programação especial pelo Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua ficou marcado na memória de quem o presenciou, na última quinta-feira (19). Reunindo pessoas em situação de rua e os acolhidos do abrigo municipal, no estacionamento da prefeitura, a ação da Secretaria de Assistência Social, trouxe aconchego, afeto e partilha ao centro de Alagoinhas.

Foto: Roberto Fonseca

Junto aos serviços ofertados pela gestão municipal – atendimento médico, odontológico, psicológico, vacinação, testagem rápida de sífilis, HIV e Hepatite e cortes de cabelo – o 4° Batalhão da Polícia Militar distribuiu roupas e cobertores arrecadados, além de também ter ofertado atendimento médico, psicológico e de enfermagem. Foram atendidas cerca de 70 pessoas.

Uma das senhoras que recebeu um vestido, saiu rapidamente e voltou arrumada “dizendo que estava com energia nova para participar do evento”, relatou Emanuele Lopes, Diretora de Inclusão e Proteção Social da SEMAS. “Eles trouxeram seus animais também, foi uma troca muito forte de afeto”.

Foto: Roberto Fonseca

Bob Marley, como gosta de ser chamado, chamou a atenção para a organização da atividade e sua importância. “Está completamente organizado e as pessoas em situação de rua se sentem seguras e protegidas para se vacinarem contra a dengue, chikungunya, coronavírus e outras coisas mais”.

Foto: Roberto Fonseca

“Eles se sentiram reconhecidos, valorizados, pois, geralmente, há um olhar de invisibilidade para essas pessoas”, declarou a secretária de Assistência Social Ludmilla Fiscina. Ela salientou a importância do acolhimento para impulsionar a mudança de vida de quem está em vulnerabilidade social. “A autoestima deles também foi elevada com o serviço de corte de cabelo. Foi muito gratificante!”.

Foto: Roberto Fonseca

Dona Maria Helena marcou presença no evento e usufruiu dos serviços ofertados pela prefeitura. “Graças a Deus tomei minha vacina, fui atendida e fiz também o teste do dedo. Gostei muito, muito mesmo!”.

“Fomos igualmente acolhidos por eles, em uma troca muito bacana de afetos e dignidade, com partilha de histórias de vida e diversos encaminhamentos para as nossas políticas públicas”, informou a Diretora de Inclusão e Proteção Social da SEMAS. “Os usuários da Unidade de Acolhimento se juntaram às pessoas em situação de rua e foi muito emocionante a partilha”, concluiu Emanuele.

Fotos: Roberto Fonseca

 


Páginas