Com o aumento das vídeo chamadas e ligações telefônicas o uso da voz se tornou mais constante. É comum também que, durante as estações mais frias, as pessoas acabem roucas ou sintam dores de garganta. Isso tem relação direta com a queda nas temperaturas e com o tempo seco, características que variam durante esse período.

A queda nas temperaturas acabam contraindo os vasos sanguíneos, o que deixa a laringe mais estreita e as cordas vocais mais apertadas, por isso, muitas pessoas identificam mudanças na qualidade da voz. Para cuidar dos vocais, a fonoaudióloga Liliane Lopes separou algumas dicas práticas para cuidar da voz. Confiras:

Dica 1: Poupe a voz e procure não falar tão alto;

Dica 2: Evite fumar;

Dica 3: Afaste-se do ar condicionado;

Dica 4: Faça inalação com vaporizador ou aproveite o vapor de uma chaleira com água quente;

Dica 5: Evite líquidos e alimentos muito gelados ou muito quentes;

Dica 6: Beba bastante líquido, principalmente água, e prefira chás mornos;

Dica 7: Evite as bebidas alcoólicas e as com gás;

Dica 8: Coma maçã;

Dica 9: Evite excesso no consumo de leite e derivados, pelo menos no período da manhã.

Atenção: “Muitas pessoas acreditam que o conhaque, por exemplo, auxilia a garganta durante o frio. Ele pode até esquentar, mas assim como qualquer outra bebida alcoólica, produz ácido clorídrico, o que é prejudicial para as cordas vocais”, explica a fonoaudióloga.

Se mesmo com todos esses cuidados, você perceber que está ficando doente, procure um médico para fazer o tratamento adequado. No caso dos profissionais que trabalham com a voz, é essencial fazer um acompanhamento com fonoaudiólogos para a realização de exercícios que auxiliam na preservação da voz.

Liliane Lopes atende no Rio de Janeiro pelo GetNinjas, aplicativo de contratação de serviços.

Matéria: Shayenne Pires/ Fala Criativa