Últimas Notícias

segunda-feira, 20 de julho de 2020

Prefeitura amplia estratégias de combate ao coronavírus e leva inquérito epidemiológico para a Central de Abastecimento, com a realização de testes rápidos

Em Alagoinhas, a Prefeitura segue intensificando ações de enfrentamento ao coronavírus. Após iniciar a aplicação de inquéritos epidemiológicos nos bairros, para a detecção precoce da doença infecciosa viral respiratória, na última semana, a Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) levou a ação para a Central de Abastecimento – tradicional centro comercial e hortifrutigranjeiro do município, fundado há mais de 30 anos.
Mobilizados, aproximadamente 40 profissionais realizaram, das 9h às 13h, abordagem, com aplicação do inquérito epidemiológico, orientações à população, aferição de temperatura, avaliação médica e testagem rápida da população, na Central, de acordo com critérios epidemiológicos.
Com a iniciativa, a Prefeitura amplia a identificação dos casos positivos da COVID-19, reduz as subnotificações e reforça o compromisso com a população, no que se refere ao fortalecimento da rede de cuidados como medida de enfrentamento à pandemia.
“Nossas equipes tem sido incansáveis. Desde março, temos trabalhado com uma série de medidas que têm como objetivo preservar a vida das pessoas. Essa é uma preocupação latente do prefeito Joaquim Neto e temos envidado os esforços necessários para reduzir a curva de contágio da doença na cidade. É importante ressaltar que essa ação não é pontual e será ampliada, ou seja, as equipes voltam à Central, já no início da próxima semana, com novas etapas das ações de enfrentamento ao coronavírus”, afirmou a secretária municipal de saúde, Rosania Rabelo, que acompanhou o inquérito epidemiológico no local.
Nazilde Martins Souza, que fez o teste rápido, neste sábado, aprovou a ação. “Um atendimento ótimo. O governo e o prefeito estão de parabéns. É importante para evitar o contágio e, caso a gente esteja com a doença, não contaminar nossos familiares”, pontuou.
 Vice-presidente da Associação de Oncologia Nova Vida, Zenaide da Silva Nascimento, que também esteve na Central, durante a ação, classificou a iniciativa como “um trabalho muito bem feito”, e a moradora Maria Helena Araújo, que fez o teste rápido, durante a ação, também avaliou positivamente a atuação das equipes de saúde. “Achei o máximo! É necessário, realmente, e muito importante, para evitarmos que a doença se instale em outras pessoas”, disse Maria Helena.

No total, mais de 500 testes foram realizados, na Central de Abastecimento. De acordo com a SESAU, 5% das pessoas testadas apresentaram IgG reagente, o que significa que elas possivelmente foram expostas ao vírus, mas já não estão na fase de transmissão. Ainda segundo a secretaria, aproximadamente 4% das pessoas testadas apresentaram resultado positivo para COVID-19 e foram imediatamente para atendimento médico, no local. Todos os pacientes confirmados para coronavírus receberam também orientações da equipe de enfermagem e protocolos de isolamento. Eles entrarão para o quadro de monitoramento da Vigilância. A SESAU disponibilizou também uma ambulância, durante a ação, caso houvesse necessidade de transporte de paciente com quadro de dispneia, na avaliação médica.
Os mais de 90% que testaram negativo para COVID-19, na Central, também receberam orientações sobre medidas preventivas.
De acordo com as equipes de saúde, a detecção da doença é fundamental para evitar que o vírus se espalhe. A Secretaria Municipal de Saúde ressaltou que conta com apoio de outras pastas municipais, a exemplo da Secretaria Municipal de Agricultura (SEMAG), que contribuiu para que a ação fosse desenvolvida, e também da diretoria e coordenação da Central de Abastecimento. Novas ações serão desenvolvidas na Central já na próxima semana, a partir de terça-feira. Estão previstas testagens voltadas a permissionários, blitz educativas, orientações, distribuição de máscaras e estratégias de incentivo à higiene, para que os transeuntes possam evitar os riscos de contágio, durante a pandemia.

Páginas