Últimas Notícias

sábado, 6 de julho de 2019

Final da Copa América terá show de Anitta e presença de Bolsonaro


A final da Copa América, neste domingo (7), entre Brasil e Peru, terá show da cantora Anita e presença do presidente Jair Bolsonaro. Os detalhes da festa foram revelados nesta sexta-feira (5), em entrevista coletiva no Maracanã, palco da festa. Na entrevista, foi feito um balanço da competição, com a presença da cantora brasileira e do craque Cafu, embaixador da competição.                 

Hugo Figueiredo, diretor da Conmebol, destaca a boa organização do torneio - Tânia Rêgo/Agência Brasil
O diretor de Competições de Seleções da A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), Hugo Figueredo, ressaltou a boa organização do evento, que não apresentou nenhum incidente grave, nas 24 partidas ocorridas. “É um balanço positivo para nós o fato de não termos nenhum inconveniente nas partidas. Foram jogos competitivos, mas sem nenhum incidente fora de campo. Tivemos disputas como Uruguai e Chile e Brasil e Argentina, partidas normalmente dignas de uma final, sem nenhum incidente”, disse Figueredo.
Ele ressaltou uma presença de público 30% superior à da última edição do torneio, realizada em 2016, nos Estados Unidos, conhecida como Copa América Centenária, vencida pelo Chile. “Até o momento, tivemos 800 mil pessoas, e devemos fechar em 900 mil espectadores com as partidas de amanhã [6] em São Paulo [Chile x Argentina] e domingo [7], aqui no Rio”, destacou Figueredo. A média por partida foi de 32 mil pessoas.
O gerente-geral de Competições do Comitê Organizador Local (COL), Thiago Jannuzzi, adiantou como será a cerimônia de encerramento no Maracanã. “Lá em São Paulo [na abertura] nós começamos a contar uma história. A cerimônia é dividida em dois atos, o primeiro foi montado no Estádio Morumbi. A gente conclui aqui no Maracanã, com o segundo ato. Lá no Morumbi foram 12 crianças contando um pouco de suas origens, e a gente vai buscar no encerramento um pouco dos sonhos delas, o que elas passaram, até chegar até a este estágio da competição”, informou Jannuzzi.
Mais curta, a cerimônia será realizada próxima do início do jogo. Vai começar às 16h35 e terá duração de 10 minutos, em conexão com a entrada dos jogadores em campo. O início da partida será às 17h. Serão quase 400 pessoas no palco, mas, ao todo, são 1.500 envolvidos no espetáculo. “Teremos a Anitta e o convidado especial Pedro Capó, que vem de Porto Rico”, revelou Jannuzzi.
Ele disse que a presença do presidente Bolsonaro no gramado do Maracanã é possível, pois há uma tradição da entrada de dignatários, para cumprimentar atletas e torcida. O presidente deve vir direto de Brasília, no domingo, para o estádio, na companhia de outras autoridades de governo.
“Sobre a presença do presidente, assim como outros dignatários e dirigentes, eles vão ao campo. Isso é normal no pré-jogo, às vezes, no intervalo, como aconteceu no Estádio Mineirão. [Sobre] a presença dele no gramado ainda não tem nada programado, mas há expectativa de que ele venha ao estádio para acompanhar a partida”, acrescentou Jannuzzi.

Anitta e Cafu

A cantora Anitta disse que ficou muito feliz com o convite para participar da cerimônia de encerramento da Copa América no Maracanã. “Esporte e música andam muito juntos. Em todos os aspectos, conversam muito. Agora, estar aqui, fazendo parte, junto com o Pedro, que tem um ritmo muito conhecido em todos os países de língua hispânica, está sendo um prazer dividir o palco, principalmente pela visibilidade, que é incrível em todos os países, observando e atentos à final”, afirmou.
Já o capitão do penta Cafu deixou claro que acredita em uma vitória brasileira, mas fez questão de demonstrar respeito pelo time peruano.

“O Brasil é favorito. Está jogando em casa, no Maracanã, com o apoio de sua torcida, fez a melhor campanha, tem o melhor ataque e a defesa que não tomou nenhum gol. Então, o Brasil vem, sim, como favorito perante a seleção do Peru, mas isso não quer dizer que o jogo vai ser fácil. Respeitar a seleção do Peru, porque chegou à final, uma seleção que chega à final merece respeito. Você não chega à final de uma competição como a Copa América por acaso. Você chega porque tem qualidades, mérito e fez por merecer”, afirmou Cafu.

Fonte: Agência Brasil

Páginas