Últimas Notícias

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Histórico: VAR evita expulsão injusta de jogador do Bahia

Esta quinta-feira (2) foi um dia histórico para o futebol brasileiro. Em Salvador, o árbitro de vídeo mostrou sua importância e garantiu a lisura do resultado do duelo entre Bahia e Palmeiras, pelas quartas de final da Copa do Brasil.
 
O VAR atuou em dois lances decisivos no empate sem gols. O primeiro deles, aos 24 minutos do segundo tempo. A tecnologia foi utilizada para corrigir um cartão vermelho que havia sido dado a Gregore no pênalti em Artur.
 
O árbitro Anderson Daronco assistiu ao lance no monitor, após ter sido alertado pelo árbitro de vídeo Leandro Vuaden, confirmou a penalidade, mas voltou atrás no cartão e aplicou o amarelo.
Já aos 45 minutos da etapa final, o árbitro foi alertado pelo árbitro de vídeo sobre uma cotovelada de Deyverson em Mena e expulsou o atacante corretamente.
 
Com o resultado em campo, o Tricolor ficou a um triunfo simples da classificação inédita para a semifinal. Qualquer resultado de empate no jogo de volta levará a decisão para os pênaltis.
 
Bahia e Palmeiras voltam a se enfrentar no dia 16 de agosto (uma quinta-feira), na Arena Palmeiras, em São Paulo.

Páginas